it-swarm-pt.tech

cache de arquivos JavaScript

Qual é o melhor método para fazer o navegador usar versões em cache de arquivos js (do lado do servidor)?

50
Vasil
23
powtac

ou no arquivo .htaccess

AddOutputFilter DEFLATE css js
ExpiresActive On
ExpiresByType application/x-javascript A2592000
23
William Macdonald

Do PHP:

function OutputJs($Content) 
{   
    ob_start();
    echo $Content;
    $expires = DAY_IN_S; // 60 * 60 * 24 ... defined elsewhere
    header("Content-type: x-javascript");
    header('Content-Length: ' . ob_get_length());
    header('Cache-Control: max-age='.$expires.', must-revalidate');
    header('Pragma: public');
    header('Expires: '. gmdate('D, d M Y H:i:s', time()+$expires).'GMT');
    ob_end_flush();
    return; 
}   

funciona para mim.

Como desenvolvedor, você provavelmente se deparará rapidamente com a situação em que você não deseja arquivos armazenados em cache; nesse caso, consulte Ajuda com o armazenamento em cache agressivo do JavaScript

7
Ken

Acabei de terminar meu projeto de fim de semana cached-webpgr.js Que usa o armazenamento local/web para armazenar em cache os arquivos JavaScript. Essa abordagem é muito rápida. Meu pequeno teste mostrou 

  • Carregando jQuery do CDN: Chrome 268ms, FireFox: 200ms
  • Carregando jQuery do localStorage: Chrome 47ms, FireFox 14ms

O código para conseguir isso é minúsculo, você pode conferir no meu projeto do Github https://github.com/webpgr/cached-webpgr.js

Aqui está um exemplo completo de como usá-lo.

A biblioteca completa:

function _cacheScript(c,d,e){var a=new XMLHttpRequest;a.onreadystatechange=function(){4==a.readyState&&(200==a.status?localStorage.setItem(c,JSON.stringify({content:a.responseText,version:d})):console.warn("error loading "+e))};a.open("GET",e,!0);a.send()}function _loadScript(c,d,e,a){var b=document.createElement("script");b.readyState?b.onreadystatechange=function(){if("loaded"==b.readyState||"complete"==b.readyState)b.onreadystatechange=null,_cacheScript(d,e,c),a&&a()}:b.onload=function(){_cacheScript(d,e,c);a&&a()};b.setAttribute("src",c);document.getElementsByTagName("head")[0].appendChild(b)}function _injectScript(c,d,e,a){var b=document.createElement("script");b.type="text/javascript";c=JSON.parse(c);var f=document.createTextNode(c.content);b.appendChild(f);document.getElementsByTagName("head")[0].appendChild(b);c.version!=e&&localStorage.removeItem(d);a&&a()}function requireScript(c,d,e,a){var b=localStorage.getItem(c);null==b?_loadScript(e,c,d,a):_injectScript(b,c,d,a)};

Chamando a biblioteca

requireScript('jquery', '1.11.2', 'http://ajax.googleapis.com/ajax/libs/jquery/1.11.2/jquery.min.js', function(){
    requireScript('examplejs', '0.0.3', 'example.js');
});
7
select

No seu arquivo .htaccess do Apache:

#Create filter to match files you want to cache 
<Files *.js>
Header add "Cache-Control" "max-age=604800"
</Files>

Eu escrevi sobre isso aqui também:

http://betterexplained.com/articles/how-to-optimize-your-site-with-http-caching/

5
Kalid
2
Kent Fredric

Eu tenho um sistema simples que é puro JavaScript. Ele verifica as alterações em um arquivo de texto simples que nunca é armazenado em cache. Quando você carrega uma nova versão, esse arquivo é alterado. Basta colocar o seguinte JS no topo da página.

        (function(url, storageName) {
            var fromStorage = localStorage.getItem(storageName);
            var fullUrl = url + "?rand=" + (Math.floor(Math.random() * 100000000));
            getUrl(function(fromUrl) {
//                   first load
                if (!fromStorage) {
                    localStorage.setItem(storageName, fromUrl);
                    return;
                }
//                    old file
                if (fromStorage === fromUrl) {
                    return;
                }
                // files updated
                localStorage.setItem(storageName, fromUrl);
                location.reload(true);
            });
            function getUrl(fn) {
                var xmlhttp = new XMLHttpRequest();
                xmlhttp.open("GET", fullUrl, true);
                xmlhttp.send();
                xmlhttp.onreadystatechange = function() {
                    if (xmlhttp.readyState === XMLHttpRequest.DONE) {
                        if (xmlhttp.status === 200 || xmlhttp.status === 2) {
                            fn(xmlhttp.responseText);
                        }
                        else if (xmlhttp.status === 400) {
                            throw 'unable to load file for cache check ' +  url;
                        }
                        else {
                           throw 'unable to load file for cache check ' +  url;
                        }
                    }
                };
            }
            ;
        })("version.txt", "version");

basta substituir o "version.txt" pelo seu arquivo que é sempre executado e "version" com o nome que você deseja usar para o seu armazenamento local.

0
joel Moses

O melhor (e único) método é definir cabeçalhos HTTP corretos, especificamente os seguintes: "Expires", "Last-Modified" e "Cache-Control". Como fazer isso depende do software do servidor que você usa.

Em Melhorando o desempenho ... procure por "Otimização no lado do servidor" para considerações gerais e links relevantes e para "Cache do lado do cliente" para obter orientações específicas do Apache.

Se você é fã de nginx (ou nginx em inglês simples ) como eu sou, você pode facilmente configurá-lo também:

location /images {
  ...
  expires 4h;
}

No exemplo acima, qualquer arquivo de/images/será armazenado em cache no cliente por 4 horas.

Agora, quando você souber as palavras corretas para procurar (cabeçalhos HTTP "Expires", "Last-Modified" e "Cache-Control"), leia atentamente a documentação do servidor web que você usa.

0
Eugene Lazutkin